Estados Unidos precisam de imigrantes mais do que nunca

Esses opositores lançam mão de uma série de outros argumentos, por vezes contraditórios, para sustentarem sua posição. Imigrantes, dizem eles, são preguiçosos e sugam quantias enormes de benefícios sociais ao mesmo tempo em que estão dispostos a trabalhar mais e por menos dinheiro do que os nativos (um paradoxo conhecido como “o imigrante de Schrodinger”). A cantilena inclui ainda: imigrantes puxam salários para baixo, desprezam o Estado de direito, não aprendem inglês, votam nos Democratas, destroem a cultura comum, são fomentadores de terrorismo e crime, e assim por diante.

O Poder das Instituições

No vídeo de hoje Tyler Cowen discute um exemplo crítico para entender o crescimento econômico: o poder das instituições.

Frédéric Bastiat, campeão perspicaz pela Liberdade e Paz

Frédéric Bastiat foi um dos mais vigorosos defensores da liberdade econômica e da paz entre as nações. F. A. Hayek, ganhador do prêmio Nobel, chamou-o de “um divulgador genial”. O grande economista austríaco Ludwig von Mises homenageou suas “contribuições imortais”. O jornalista e autor de best-sellers Henry Hazlitt maravilhava-se com a “perspicácia extraordinária” de Bastiat. E o historiador intelectual Murray N. Rothbard escreveu que “Bastiat era um escritor lúcido e soberbo, cujos ensaios e fábulas espirituosas e brilhantes são até hoje demolições totais e excepcionais do protecionismo e de todas as formas de subsídio e controle governamental.”

Por que 99% da riqueza do mundo veio em 1% da história?

Através da história do mundo, o habitante comum da Terra era extremamente pobre: sobreviviam com equivalente a três dólares por dia. Isso foi verdade até 1800, nesse momento os salários médios - e os padrões de vida - começaram a aumentar dramaticamente. A Prof. Deirdre McCloskey explica como esse aumento incrível na riqueza ocorreu.

Deixe que o livre mercado engula os ricos!

A sociedade civil vem sendo tão confundida com a instituição do Estado que anarquistas muitas vezes têm dificuldade de desembaraçar um do outro quando postulam uma sociedade voluntária. Os efeitos dos privilégios garantidos pelo Estado permeiam nossa cultura, nossa infraestrutura, nossas relações econômicas e nosso pensamento. Portanto, a capacidade de descrever um quadro coerente e distinto de um mundo pós-Estado e pós-privilégio é crucial na medida em que coloca constructos contemporâneos de privilégio em relevo gritante.

O que os preços sabem que você não sabe?

Se você quer fazer um bem para o mundo, o Prof. Michael Munger tem um conselho: respeite o sistema de preços. Ele compara preços a um gênio que sabe tudo no mundo e diz exatamente que bens e serviços a humanidade mais precisa.

Como o livre mercado combate a discriminação

A descoberta de que os mercados derrubam a discriminação é tão importante que Gary Becker, o primeiro economista que demonstrou essa afirmação em um modelo rigoroso, ganhou o Prêmio Nobel, em parte, por esse trabalho.

O livre mercado não precisa de regulamentação governamental

Burocratas, que necessariamente tem conhecimento limitado e incentivos perversos, regulam pela ameaça de força física. Em contraste, as forças do mercado operam pacificamente através de milhões de participantes em cooperação, cada um com conhecimento ilimitado de sua própria circunstância pessoal e procurando seu próprio bem-estar.

Adam Smith prova que ideias importam

Adam Smith foi batizado em 5 de junho de 1723 em Kircaldy, Escócia. Não se sabe ao certo, mas se presume que ele tenha nascido exatamente nesse dia, ou um ou dois dias antes. Seja qual for a data, a racionalidade e a eloquência de seu pensamento transformariam o mundo que passava a habitar.