A história libertária da ficção científica

O que nos leva a uma razão final pela qual os autores libertários optam por expressar suas ideias através de uma lente de ficção científica. Embora as distopias satirizem e alegorizem os sistemas políticos e as práticas sociais defeituosas que governam o mundo que conhecemos, a ficção científica costuma explorar mais novos mundos e sistemas. Ao contrário da “ficção literária tradicional, que se passa principalmente no mundo atual ou no passado histórico”, escreve Somin, “a ficção científica […] facilita aos autores explorar ideologias [como o libertarianismo] que diferem radicalmente daquelas dominantes no mundo real”- ideologias que, diferentemente do socialismo, nunca foram realmente tentadas.

Escritores e Leviatã

A situação de um escritor numa época de controle estatal é um tema já amplamente debatido, embora a maior parte dos testemunhos que poderiam ser pertinentes ainda não esteja disponível. Não quero aqui expressar uma opinião favorável ou contrária ao patrocínio estatal das artes, mas apenas salientar que o tipo de Estado que nos governa deve depender em parte da atmosfera intelectual dominante: quer dizer, nesse contexto, deve depender em parte da atitude dos próprios escritores e artistas, e de sua disposição ou não de manter vivo o espírito do liberalismo.